Empresto meus ouvidos para que ouça o seu,
Aprendo a escutar meu silêncio.

Empresto meu olhar para que encontre o seu.
Aprendo que somos tudo que olhamos.

Empresto minha voz para ouvir a sua.
Aprendo como transmitir a minha.

Empresto minhas palavras que como sementes
ficarão em seu inconsciente.
Aprendo a espera que em algum momento florescerão.
Empresto meu tempo que andei mais,
Aprendo que seu tempo é seu tempo.
Empresto práticas e métodos.
Aprendo a fazer que não se apegue a eles.

Empresto meu silêncio para lhe escutar.
Aprendo a arte de ensinar.

Empresto minha coragem para seus medos.
Aprendo que você é a memória de minha coragem.
Empresto meu equilíbrio.
Aprendo com você o ponto para não ficar
no alto e nem no baixo.

Empresto meu não julgamento.
Aprendo a plena atenção em não projetar.

Empresto minha capacidade de observar.
Aprendo a disciplinar minhas dispersões.

Empresto minha consciência.
Aprendo que você é a consciência.

Empresto minha criatividade
Aprendo que o artista é a obra, mesmo
que sem sua presença.

Empresto minha motivação.
Aprendo que não conduzimos ninguém
além de onde estamos.

Empresto minha espiritualidade.
Aprendo que Deuses, Santos, Budas, Anjos
e Você são da mesma Fonte.

Empresto o meu amor e compaixão.
Aprendo aceitar a sua gratidão.

Empresto minha alegria.
Aprendo que somos capazes de sermos felizes sozinhos.

De eu ser em nós, o sagrado e o humano.
De compartilhar a expansão de nossa consciência.

Pela comunhão com todos os seres.
E que todos os seres sejam felizes...


(Fátima Bittencourt)