Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Terapeuta, grafóloga, especialista em Recursos Humanos. Trabalho com treinamentos e tenho consultório onde realizo atendimento clínico usando técnicas variadas entre elas hipnose, regressão de memória, coaching. Faço um trabalho específico para tímidos, individual e em grupo. Para mais informações deixe recado nos comentários.

segunda-feira, setembro 21, 2009

REGRESSÃO: IMAGINAÇÃO OU REALIDADE


Existem pessoas místicas que acreditam que através da regressão, chega-se a vidas passadas. E também outras, com mentes mais científicas que têm explicações diferentes para o fenômeno.
É claro que existem inúmeras questões e igual número de respostas, tanto do lado dos místicos ou religiosos, quanto dos racionais e científicos.
A Regressão a Vivências Passadas é obtida através de um processo que leva o indivíduo a atingir um nível de concentração mental, diferente do usual, proporcionando regredir no tempo e no espaço e, experimentando ou lembrando de situações específicas.
O primeiro livro best-seller sobre o assunto, que fez muito sucesso no Brasil, é dos anos cinqüenta, chamado "O Caso de Bridey Murphy", de Morey Berstein, que era um hipnólogo, morador do Colorado, Estados Unidos. Relata o caso de uma dona-de-casa que estava sendo submetida a sessões de hipnose, pelo autor, para pesquisar até que idade as lembranças seriam resgatadas através da regressão. Durante o processo, para surpresa do hipnólogo, ela regrediu espontâneamente a uma vida na Irlanda, um século atrás, revelando inúmeros detalhes sobre essa existência, que foi pesquisada profundamente no próprio local, encontrando-se provas dos relatos fornecidos.
Citando este caso, temos a primeira afirmação dos que crêem em vidas passadas:
Como saber tantos detalhes, sem ter estado lá, sem ter realmente vivido e conhecido as pessoas e situações relatadas ? E como, também as pessoas que não acreditam
em reencarnação, ao serem submetidas a este tipo de terapia, se vêem noutras vidas, com muita emoção e, várias vezes obtém provas concretas de fatos vivenciados ?
Os cientistas dizem que este fato pode advir da memória genética, ou seja, assim como trazemos características físicas, biológicas, psicológicas, também trazemos a memória de nossos antepassados, de suas experiências, vidas, emoções, que são lembradas durante as regressões.
Os religiosos afirmam que a reencarnação tem por objetivo, o crescimento espiritual, a aprendizagem e, até isso ocorrer, viveremos situações semelhantes em diversas vidas. No entanto, quando alguém enfrenta um problema (seja em qualquer nível, material, físico, emocional) e vivencia uma situação onde encontra-se a origem do mesmo, este, o problema, em geral, desaparece, pois o indivíduo aprende sua lição durante a regressão.
Os céticos dizem que, as coisas que nos perturbam podem ser fruto de tensões ou emoções reprimidas e, quando imaginamos situações semelhantes, realizamos uma
catarse, liberando a emoção e originando a cura.
Os cientistas acreditam que a pessoa que conduz a regressão, o terapeuta, pode influenciar o paciente, fazendo-o acreditar em outras vidas, conduzindo sua imaginação. Os místicos porém, contestam tal afirmativa, pois a regressão se dá, muitas vezes espontaneamente, até durante um processo simples de hipnose com outro objetivo, como por exemplo, melhorar a eficiência nos estudos. E, de repente, a pessoa começa a vivenciar experiências passadas.
Cada um defende seu ponto de vista, porém, numa coisa todos concordam, até mesmo os terapeutas que utilizam a técnica sem acreditar em reencarnação: a terapia
funciona de um forma extraordinariamente eficiente e rápida.
Há uma história de Sidarta, o Buda, que tentava mostrar aos seus discípulos o valor da descoberta da Iluminação, do conhecimento interior e ficava bastante aborrecido quando lhe faziam perguntas do tipo : Qual a origem do Homem ? Para onde ele vai ? etc.
Ele, então, contava uma parábola : - "Uma vez, um nobre guerreiro foi atingido por uma flecha, durante uma batalha e estava muito mal, quando foi socorrido e tentaram lhe extrair a flecha. O guerreiro disse que tinha algumas perguntas a fazer antes disso. Queria saber quem havia lhe atingido; a que casta pertencia; se esse homem tinha filhos; onde morava... Fez tantas perguntas que acabou morrendo."
O importante, concluímos, é que a terapia de regressão é eficiente em vários casos. Não precisamos nos deter em demasia em como funciona o processo, se são reais ou imaginárias as vivências. O que importa, na verdade, é o resultado positivo desse tipo de auxílio que nos foi oportunizado conhecer e utilizar, seja por espíritos evoluídos, seja por Deus, ou por avanços da ciência na descoberta dos mecanismos da mente.

Zélia Grillo

Marcadores: , , , , , , , , , , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home